A safra brasileira de grãos deve aumentar 3% neste ano, aponta o IBGE

A safra brasileira de grãos deve aumentar 3% neste ano, aponta o IBGE


A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2019 deve ser 3,1% maior do que a do ano passado, somando 233,4 milhões de toneladas. É o que aponta estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgada nesta quinta-feira (10). Segundo o LSPA (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola), a área a ser colhida deve aumentar 2,1% neste ano, totalizando 62,2 milhões de hectares.

Com a previsão do IBGE, a colheita de grãos em 2019 deve ser a segunda maior da série histórica, iniciada em 1975. O recorde continua sendo o registrado em 2017, quando a produção totalizou 240,6 milhões de toneladas.

Milho em alta

Segundo a previsão, o milho deve responder por boa parte do crescimento da safra em 2019, com aumento na produção estimado em 8,6%. O crescimento é esperado especialmente na segunda safra, afirmou, em nota, o gerente da pesquisa, Carlos Alfredo Guedes.

“Nos principais Estados produtores, as chuvas chegaram mais cedo, permitindo o plantio antecipado da primeira safra. Além disso, os preços ao produtor também estão mais atrativos do que no ano passado”, explicou.

O IBGE também projeta um crescimento de 0,8% na produção de soja e de 6,6% na de algodão herbáceo. Por outro lado, são esperadas quedas de 4,8% no arroz e de 8% na primeira safra do feijão.

Produção em 2018

Para a safra do ano passado, a estimativa de dezembro totalizou 226,5 milhões de toneladas, montante 5,9% inferior ao volume de 2017. Dos principais produtos, houve quedas de 18,3% na colheita do milho e de 5,8% na do arroz, enquanto a safra da soja aumentou 2,5%.

Já a previsão da área total a ser colhida também caiu e alcançou 60,9 milhões de hectares, uma queda de 0,4% em relação a 2017. Segundo o IBGE, o Estado de Mato Grosso é líder na produção nacional de grãos, com uma participação de 26,9%, seguido pelo Paraná, com 15,5%, e Rio Grande do Sul, com 14,6%. Juntos, os três Estados respondem por 57% da safra nacional.

Conab

O Brasil deverá produzir 118,8 milhões de toneladas de soja na safra 2018-2019, estimou nesta quinta-feira (10) a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). O volume representa um corte ante a previsão do mês passado, de 120,06 milhões de toneladas, após uma estiagem afetar as lavouras.

Segundo a Conab, a safra total de grãos e oleaginosas do País deverá alcançar 237,3 milhões de toneladas, ante projeção anterior de 238,4 milhões de toneladas. Conforme a companhia, no Mato Grosso do Sul há casos de lavouras em algumas áreas com mais de 25 dias sem chuvas. No Paraná, também está prevista a ocorrência de perdas na produtividade da oleaginosa por causa do tempo quente e seco, “principalmente para aquelas lavouras semeadas mais cedo, atingidas pelas adversidades climáticas no estado de enchimento de grãos, a fase mais suscetível”.

Fonte: Atividades Rurais – O Sul