CNA e APEX estão em missão especial na China, visitando importadores de frutas

CNA e APEX estão em missão especial na China, visitando importadores de frutas


A missão empresarial organizada pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pela Apex-Brasil se reuniu com empresas que atuam no segmento de importação de frutas, hortaliças e lácteos para conhecer e trocar as experiências.

Na terça (6), o assessor de Relações Internacionais da CNA, Pedro Pereira, liderou a comitiva em uma visita à Good Farmers, empresa que atua no segmento de frutas, sucos, hortaliças e carnes. Em 2017, a marca desembolsou US$ 410 milhões com a importação de frutas como abacaxi, kiwi, pitaya e banana.

O vice-presidente e coordenador de Relações Internacionais da CNA, Gedeão Silveira Pereira, e a superintendente de Relações Internacionais, Lígia Dutra, se reuniram com representantes da Yili Group, uma das grandes empresas do setor lácteo chinês. O Grupo importa de 34 países do mundo e tem interesse em começar a comprar do Brasil também.

Nessa quarta (7), Gedeão Pereira e Lígia Dutra também estiveram reunidos com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e com o vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Tarcísio Hübner.

Outra parte da delegação visitou o centro de distribuição Shanghai Longwu Imported Fruit and Vegetable Wholesale Market. No local, os brasileiros puderam verificar os preços praticados nas frutas importadas, as variedades disponíveis e como são embaladas.

“Vimos que o mercado é muito sofisticado. As embalagens são complexas e agregam valor às frutas. Além da grande variedade, chamou a nossa atenção a beleza e o alto preço cobrados pelos produtos importados. Qualidade e sofisticação são fundamentais para atuar no mercado chinês”, afirmou Pedro Pereira.

Missão
A missão empresarial promovida pela CNA e Apex-Brasil é formada por representantes da CNA, empresários, entidades privadas e integrantes do governo.

A agenda segue nos próximos dias com visitas à supermercados locais, participação no seminário “Comércio Eletrônico Chinês – Conhecendo as Complexidades e Oportunidades para Produtos Brasileiros” e novas reuniões com representantes dos setores público e privado, consultorias na área de comércio exterior e associações setoriais. O roteiro será finalizado com uma visita do grupo à CIIE, no dia 10.

Fonte: Atividades Rurais – O Sul

%d blogueiros gostam disto: